X

Os 11 artistas mais violentos e de pavio curto

Compilamos as celebridades mais esquentadinhas e perigosas de Hollywood

Por Carla Braga - 17 Out 2016 às 12:06h

Quando envolvemos Hollywood na jogada, comportamentos questionáveis não faltam. Escolhemos, no entanto, focar, desta vez, nas celebridades mais esquentadinhas, que ficaram conhecidas por serem não só violentas, mas explosivas também. Mas claro que um tema como este acaba se tornando coisa séria (caso de polícia) e entrando em um assunto ainda mais sério e delicado: violência contra as mulheres, já que a maior parte dos casos abaixo envolvem homens famosos agressivos em relação ao sexo oposto (apesar de haver exceções). Fica registrado aqui, portanto, que o Fique Ligado não compactua com essa forma misógina de comportamento! Vamos lá?

Sean Penn 

Certas listas pedem determinadas aberturas. No caso de uma compilação focada em famosos agressivos, como não iniciá-la com Sean Penn? O ator, que já passou 33 dias na cadeia por ter agredido fisicamente um homem em 1987, foi acusado de ter espancado sua então esposa Madonna com um taco de basebal naquele mesmo ano e de ter tentado amarrá-la com o cabo elétrico de uma lâmpada e cordas. Hoje em dia, a cantora nega que tudo isso tenha acontecido, mas e quanto aos relatos dos oficiais que mal a reconheceram em 1987 quando ela chegou desfigurada na delegacia para prestar queixa?

Bem, hoje em dia, Penn é visto como um homem progressista, que criticou ferrenhamente George W. Bush e a Guerra no Iraque, e que atua como humanitarista em diversas causas sociais, mas o seu passado não foi completamente esquecido, apenas reimaginado e romantizado para uma persona de bad boy.

Eminem

Não é segredo algum que o hip hop mainstream pode ser, muitas vezes, violento e opressivo em relação às mulheres. Mas o caso de Eminem na música é mais do que alarmante, é absurdo. Um estudo já chegou à conclusão de que 78% das letras do rapper mencionam violência contra o sexo feminino (essa porcentagem desce para 22% quando se vira para os rappers como um todo). Mesmo que suas letras exagerem a realidade, a ex-esposa de Eminem, Kim Scott, revelou que ele a agrediu inúmeras vezes, chegando ao ponto de descrever em detalhes o desejo de assassiná-la brutalmente (algo que ele repetiu na música Kim).

Mas, se isso tudo ainda não tiver sido convincente, ele foi preso, em 2000, por ter sacado e apontado uma arma em uma loja de carros e, no dia seguinte, por ter agredido um homem em um estacionamento. Além disso, o Canadá sendo o país progressista que é, já negou entrada ao rapper, alegando que não queria ninguém que advogasse a favor da violência contra a mulher entrando no país. Os casos de violência relacionados a Eminem são inúmeros e, muito provavelmente, não caberiam todos aqui.

Emma Roberts

Os casos de celebridades mulheres violentas são mais escassos, mas ainda existem; e Emma Roberts surge aqui para provar essa afirmação. A sobrinha de Julia Roberts começou a namorar o também ator Evan Peters em 2012 após conhecê-lo nas gravações do filme Vida de Adulto. Em 2013, quando ambos estavam hospedados em um hotel em Montreal, Quebec, alguém ouviu vozes alteradas vindo do quarto deles e chamou a polícia. Após uma discussão esquentada, eles teriam começado a se agredir. Quando os policiais chegaram, prenderam Roberts porque ela não estava machucada, ao contrário de Peters. O ator, no entanto, não prestou queixas contra a namorada, que foi solta horas depois. Em um comunicado conjunto, o casal chamou o incidente de infeliz e revelou que estava tentando resolver seus problemas. Na metade deste ano, eles anunciaram que acabaram o namoro, mas já foram vistos juntos novamente desde então! Esse relacionamento deve ser uma confusão, né?

Michael Fassbender

Enquanto Michael Fassbender é mais conhecido por ser um excelente ator, que entrega performances viscerais e impactantes, todo mundo prefere deixar de lado um pequeno detalhes acerca da vida pessoal do dele: Fassbender já foi acusado de espancar Leasi Andrews, sua ex-namorada. A mulher entrou com um pedido de ordem de restrição contra Fassbender após ele a ter jogado contra uma cadeira, quebrado o seu nariz e a ter arrastado envolta do seu carro, o que resultou em um tornozelo torcido e em um joelho deslocado. Andrews ainda pediu US$ 20 mil para cobrir o que gastou com as contas médicas, mas acabou retirando as queixas por temer que isso afetasse a carreira de Fassbender, como fontes próximas a ela alegaram, mas é bem fácil compreender que ela foi comprada para ficar calada.

Sean Connery

O caso mais revoltante desta lista precisa ser o de Sean Connery. O ator não só já admitiu bater em mulheres, como disse que não vê problema nenhum nisso. Que pessoa bacana, ein? Vamos deixar as próprias palavras dele falarem sobre o assunto: “Não acho que haja nada particularmente errado em bater em uma mulher, embora eu recomende não o fazer da mesma forma que se faria com um homem. Um tapa aberto é justificável se todas as alternativas falharam e houve alertas suficientes. Se uma mulher age como uma vaca ou está histérica ou irritante continuamente, então eu faria. Acho que um homem deve estar à frente das mulheres. Eu realmente acho - em virtude da maneira que um homem é construído. Mas eu não me chamaria de sádico”. Mas deveria, né?

Ah, e se você for alegar que ele pode ter mudado desde então, vinte anos depois das atrocidades mencionadas acima, ele continuou as apoiando. “Eu não mudei minha opinião. Não. De forma alguma. Não acho que seja ruim [bater em mulheres] e depende completamente das circunstâncias”, soltou o idoso.

Lindsay Lohan

Lindsay Lohan é um dos casos mais tristes dos últimos anos de como a vida em Hollywood pode corromper uma pessoa. A atriz, que teve enorme sucesso na infância e adolescência, possui problemas recorrentes com álcool e drogas, o que a leva a ter comportamentos descontrolados. Em um dos casos mais famosos de violência envolvendo Lohan, ela teria saído com a mãe Dina Lohan para dançar, e vale frisar que as duas sempre tiveram um relacionamento conturbado. Bem, mãe e filha dançaram e beberam até de madrugada antes de entrarem em uma limusine, quando tudo foi por água abaixo. As duas não conseguiram concordar se iriam para casa ou para outro lugar e começaram a brigar e se bater dentro do carro.

Chris Brown

Uma das pessoas menos queridas em Hollywood hoje em dia é Chris Brown, e isso é uma prova de que o mundo está finalmente mudando para melhor. Se o fato dele ter espancado Rihanna, sua então namorada em 2009, tivesse ocorrido décadas atrás, isso não teria afetado sua carreira, algo que definitivamente ocorreu - ainda bem. Inclusive, a cantora poderia até ter sido apontada como a vilã da história ou algo assim. Ainda bem que estamos no século 21 e que a barbadiana está mais famosa, rica e admirada do que nunca, ao contrário de Brown, que, após ter socado, chutado e mordido a ex-namorada e ter sido condenado a cinco anos de liberdade condicional e seis meses de trabalhos comunitários, nunca mais conseguiu emplacar um sucesso nas rádios. Ah, ele ainda é bastante esquentadinho e já se envolveu em inúmeras outras brigas de 2009 para cá, incluindo com os também cantores Drake e Frank Ocean.

Mike Tyson

Hoje em dia, Mike Tyson pode ser visto, pelas gerações mais novas ou pelos mais esquecidos, como uma lenda engraçadinha dos anos 80 que faz cameos em comédias como Se Beber, Não Case. Mas é preciso lembrar-se que o ex-lutador é também um estuprador condenado, que serviu três dos seis anos que foi setenciado por ter estuprado uma jovem de 18 anos em 1991. Como se isso não bastasse, Tyson ainda foi violento com sua primeira esposa, a atriz Robin Givens, apesar dele ter alegado nunca ter batido nela com um “punho fechado” porque, aparentemente, todas as outras formas de agressão são liberadas.

Shia LaBeouf

Tratando-se de Shia LaBeouf, o que não faltam são exemplos para comprovar o seu lado violento. O ator já foi preso em 2007 por, embriagado, ter causado tumulto dentro de uma farmácia, em 2008 teve um mandato de prisão emitido depois que deixou de comparecer a um tribunal, além de ter sido pego dirigindo embriagado e ter causado um acidente que deixou duas pessoas gravemente feridas no mesmo ano, em 2011 se envolveu em uma briga em um bar com dois caras e chegou a ameaçar esfaqueá-los com uma suposta faca que tinha e, em 2014, envolveu-se em outra briga quando começou a incomodar um homem em uma boate de strip tease em Nova York (os dois acabaram lutando) e se apresentou embriagado na Broadway, chegando a ser detido por autoridades após ter utilizado linguagem ofensiva, batido nas costas de várias pessoas e acendido um cigarro durante a apresentação.

Terrence Howard

Terrence Howard foi proibido de chegar perto da sua ex-mulher Michelle Ghent,  em 2011, por um juiz, que ordenou que ele ficasse mais de 90 metros distante dela. Por que? Bem, ele a agrediu e ameaçou durante todo o casamento. Ghent revelou que começou a sofrer abusos em 2010, uma semana após o casamento, culminando em quase ter sido jogada da sacada de uma varanda durante uma viagem à África do Sul. O casal se reconciliou, no entanto, até que, em 2013, Ghent o acusou, mais uma vez, de agressão durante uma viagem à Costa Rica.

Johnny Depp

Johnny Depp é outro nome que não poderia ficar de fora de uma lista sobre famosos violentos. Em 1999, ele foi preso por ter se envolvido em uma briga com paparazzi do lado de fora de um restaurante em Londres. Em 2012, foi processado pela professora de medicina Robin Eckert, da Universidade da Califórnia, que alegou ter sido atacada pelos seguranças dele durante um show em Los Angeles. E, claro em 2016, foi processado pela então esposa Amber Heard, que pediu uma ordem de restrição temporária contra o marido, pois, durante todo o relacionamento dos dois, sofreu abuso psicológico e físico da parte de Depp. Em agosto deste ano, a separação dos dois chegou ao fim, com Heard retirando as acusações porque, provavelmente, foi comprada para isso. Mas é preciso lembrar que Depp possui um temperamento explosivo e que inúmeros casos de violência (e de destruição de quartos de hotéis) já foram associados a ele.