X

Conheça os principais artistas viciados em sexo

Não tem como negar que certos famosos levam seus apetites sexuais ao extremo

Por Carla Braga - 25 Out 2016 às 11:57h

Enquanto existe um caloroso debate sobre o vício em sexo ser, de fato, uma verdadeira doença, não se pode negar que determinados indivíduos perdem um pouco do controle em relação ao assunto e colocam suas vidas sexuais no centro da sua existência como um todo – algo similar ao que viciados em entorpecentes fazem. Acreditando ou não na legitimidade desta suposta doença psicológica, que acaba refletindo no aspecto físico como qualquer outra, precisamos concordar que ela parece acometer mais pessoas famosas e/ou em posições de poder.

Logo, Hollywood acaba sendo um harém para quem se vicia em sexo ou um espaço que incentiva as pessoas a se viciarem em qualquer droga, sexo incluso. É de se imaginar, então, que inúmeras celebridades sejam viciadas em sexo assumidas – voluntariamente ou obrigadas por algum tabloide. Compilamos, portanto, os exemplos mais marcantes de famosos viciados em sexo logo abaixo!

Russell Brand

O comediante britânico mais conhecido por ter sido casado com Katy Perry (e mandado os papéis de divórcio para ela via mensagem de texto), Rusell Brand, é, abertamente, viciado em sexo. Ele já passou trinta dias internado em uma clínica de reabilitação para sexo nos EUA, mas ninguém sabe dizer se ele consegue lidar com sua sexualidade de forma sadia hoje em dia. Brand já alegou que sexo é apenas recreacional para ele e que participou de uma suruba com dez mulheres em um determinado ponto da sua vida para conseguir relaxar; sem mencionar os inúmeros encontros casuais que só conseguiam durar uma noite. Brand disse, no entanto, que sempre tratou bem as mulheres... Apesar de já ter perdido a conta de quantas vezes seus relacionamentos acabaram graças as suas infidelidades.

Kanye West

O rapper norte-americano Kanye West é casado com Kim Kardashian hoje em dia, mas é outro viciado em sexo confesso. Em 2009, ele falou a uma revista que foi o fato de ser viciado em sexo desde cedo que o deu a motivação necessária para atingir o sucesso, mas, tratando-se de West, nunca dá para saber o que é verdade e o que é uma tentativa desesperada para chamar a atenção. Muito provavelmente, ele é apenas uma criatura sexual, como qualquer outro ser humano pode ser, mas, na sua mania de grandeza, acredita ser o melhor nisso – como em qualquer outro aspecto da sua vida.

David Duchovny

Apesar de ter se casado, em 1997, com a também atriz Téa Leoni e ter dois filhos com ela, David Duchovny traiu a esposa inúmeras vezes ao longo do relacionamento, que só chegou ao fim de forma oficial dois anos atrás. Em 2008, o ator anunciou que entrou em uma clínica de reabilitação de forma voluntária para tratar o problema após Leoni ter descoberto acerca das infidelidades dele e ameaçar pedir um divórcio. De lá para cá, eles se reconciliaram algumas vezes apenas para se separarem em 2012 e se divorciarem em 2014. Em paralelo a isso, a arte acabou imitando a vida real, já que o ator trabalhou na série Californication (2007-2014), em que vivia um escritor viciado em sexo e drogas. Será que o trabalho foi terapêutico ou só o incentivou?

Colin Farrell

O ator Colin Farrell é mais conhecido pelo estigma de ser um bad boy do que pelos seus trabalhos, o que é uma pena, já que ele é um profissional competente. Tendo sofrido com vários tipos de abusos de substâncias ao longo de toda sua vida, ele também já admitiu ser apaixonado por sexo na sua forma mais livre e amar todos os tipos de mulheres, independentemente dos seus formatos e tamanhos, o que é algo legal. Mas isso tudo só chegou ao conhecimento do público quando uma sex tape dele e de Nicole Narain, modelo da Playboy, foi vazada online, culminando na sua internação em uma clínica de reabilitação. Em uma entrevista após o ocorrido, ele revelou que fazer sexo “sóbrio” (pós-tratamento) era horrível.

Ozzy Osbourne

O Príncipe das Trevas circula pelo entretenimento há várias décadas e já teve sua cota de abuso de drogas e sexo (principalmente com groupies). Sharon Osbourne já comparou o marido a um coelho de brinquedo movido a bateria. “Ele é como um coelho, ele é horrível. Toda música o deixa no humor para sexo”, disse a apresentadora. Claro que a descrição dela não é tão alarmante assim por si só e poderia descrever uma pessoa com apetite sexual saudável. No entanto, as traições e drogas foram tantas que criaram a ideia de que Ozzy Osbourne, além de abusar de drogas e álcool, abusou também do sexo.

Charlie Sheen

O vício em sexo de Charlie Sheen se tornou assunto público em 1994 durante o julgamento da cafetina Heidi Fleiss, em que ele testemunhou ter pago US$ 53 mil pelo serviço de prostitutas que ela oferecia. Apesar dele nunca ter admitido ser viciado em sexo, apresenta vários sinais, como uso repetitivo de prostitutas, visitas frequentes a clubes de striptease e sexo com um número um tanto alarmante de pessoas diferentes; quase nunca de forma prolongada. Claro que o fato do ator ter problemas antigos e duradouros com drogas também não ajuda e só o estimula, inclusive, a lidar com o sexo de forma descontrolada e desvinculada de maiores sentimentos.

Michael Douglas

O ator Michael Douglas foi um dos primeiros famosos a admitir que é viciado em sexo quando, em 1990, se internou em uma clínica de reabilitação e trouxe o conceito deste vício para os olhos do público. Apesar de Douglas ter comentado um tempo depois (e até hoje em dia) que as notícias sobre o seu vício em sexo serem falsas – vai entender. De qualquer forma, o ator também lidou por muitos anos com o alcoolismo, o que pode ter criado a falsa sensação de que ele é viciado em sexo enquanto, ébrio, se comportava de forma questionável.

Bill Clinton

Ninguém sabe se Bill Clinton, ex-presidente dos EUA, é apenas um predador ou viciado em sexo, mas, que tem algo errado aqui, tem! Uma ex-amante de Clinton já alegou que ele admitiu ter dormido com mais de duas mil mulheres e um autor garantiu em uma publicação que Hillary Clinton já confirmou para ele que o esposo é sim viciado em sexo por ter sido abusado sexualmente pela mãe quando criança. Independentemente da razão, não se pode negar que Clinton tem algum problema com a sua libido. O outrora homem mais importante do mundo se envolveu sexualmente com uma então Monica Lewinsky de 21 anos, sua estagiária na época, enquanto exercia o cargo de presidente e já foi acusado várias outras vezes e por outras pessoas de possuir uma conduta sexual questionável, incluindo Kathleen Willey, uma assessora da Casa Branca, que garante ter sido apalpada por Clinton em um corredor quando trabalhava no local em 1993.

Anthony Kiedis

O líder da banda The Red Hot Chili Peppers, conhecida, entre outras coisas, por suas letras sexuais, já comentou sobre o seu vício em sexo várias vezes. Enquanto profissionais discutem a veracidade desse vício, Anthony Kiedis alega que sua obsessão por conteúdo erótico o levou aos mesmos extremos para onde foi levado quando batalhou contra outros vícios. “Eu percebi que a sensação que eu estava tendo era como a sensação que eu costumava ter quando usava drogas. Eu precisei me comprometer comigo mesmo para parar”, disse o vocalista a uma revista em 2007.

Rob Lowe

O ator Rob Lowe falou abertamente sobre o seu vício em sexo e drogas em um livro de memórias lançado em 2011. Mas foi preciso um escândalo, envolvendo uma sex tape com uma menor de idade, acontecer para ele conseguir abrir os olhos. Segundo o ator, a controvérsia foi a melhor coisa que aconteceu na vida dele, pois, após a fita ter vazado online, ele começou a tratar os seus problemas. Lowe credita ainda a sua esposa, Sheryl Berkoff, como principal responsável em ajudá-lo a batalhar contra os seus vícios.

Amber Smith

Como a sexualidade feminina ainda é um tabu mesmo nos dias atuais, celebridades mulheres não se sentem tão à vontade para falar sobre suas sexualidades, ainda mais quando elas não são empregadas de formas saudáveis. Desse modo, é fácil notar a ausência de atrizes ou cantoras famosas debatendo acerca dos seus vícios em sexo. Amber Smith é uma das poucas mulheres com alguma fama a ter debatido sobre o assunto. A modelo, que já foi capa da revista Sports Illustrated, atriz e escritora foi bastante franca sobre os seus vícios em reality shows, incluindo um focado na reabilitação de famosos viciados em sexo, chegando a admitir que stalkeou um homem por (assustáveis) doze anos!