X

Sob o Manto do Doutor Estranho

Descubra a origem do herói nos quadrinhos e quem é quem em sua vida

Por Rafael Sanzio - 31 Out 2016 às 16:38h

O novo filme da Marvel Studios, Doutor Estranho, está prestes a estrear e teremos o Mago Supremo da Marvel Comics entregando o universo místico para os cinemas. Sabemos que adaptar para os dias de hoje uma criação da década de 60 não é tarefa fácil, principalmente pela grande quantidade de estereótipos da época. Se não quiser começar o filme sem entender nada do personagem e pegar rapidamente as referências, se liga na origem de Stephen Strange:

A tragédia do doutor

O personagem foi criado durante a safra de criações de Stan Lee e Steve Ditko. Sua primeira aparição aconteceu durante o Strange Tales #110. A história envolvia o arrogante neurocirurgião Dr. Stephen Strange, que após um acidente de carro quase perdeu sua vida, mas graças ao Dr. Nicodemus West ele sobreviveu. Contudo, as sequelas traumatizariam o herói, visto que suas mãos tão habilidosas para cirurgias não paravam de tremer. Essa foi a história inicial do personagem, mas em edições futuras mais do seu passado foi contado.

No final de sua residência como médico sua mãe, Beverly, morreu. Dois anos depois seu pai ficou bastante doente, e não querendo passar pela mesma situação de morte como a mãe, ele se recusou a ir em seu leito de morte.  Para fechar a tragédia, dias depois da morte do pai, seu irmão Victor o confrontou por causa de sua falta de atenção e cuidado com os parentes mortos. Após a discussão Victor foi embora, mas foi atropelado por um carro e morreu. Cheio de culpa, Stephen conservou o corpo do irmão na esperança de que no futuro pudesse haver uma maneira de salvá-lo – agora sim podemos chamá-lo de Doutor Estranho.

Procurando pela cura

Voltando a cronologia normal, o arrogante doutor não suporta a ideia de viver apenas como clínico geral e parte pelo mundo em busca de uma cura para suas mãos. Nada parece resolver, até que pistas o levam para um místico no Tibete conhecido como O Ancião. Chegando lá, o místico se recusou a curá-lo e, ao invés disso, ofereceu o ensinamento das artes místicas. Strange recusou, não indo embora do palácio apenas por causa de uma nevasca.

Estando por lá, ele testemunhou um dos aprendizes do Ancião, Barão Mordo, tentar atacá-lo através de um feitiço que criava esqueletos. Strange tenta impedir, mas é facilmente imobilizado pelo vilão através de magia. Após ver seus conceitos de realidade sendo modificados, Strange teve uma mudança no seu coração e a partir daquele momento deixou o ceticismo de lado. Ele então decidiu que era preciso aprender magia para poder lidar com Barão Mordo em seus próprios termos.

Conseguindo se livrar do feitiço após o Ancião despachar Mordo, Strange aceita ser o aprendiz do Mago Supremo – que por sua vez ficou feliz em saber que Strange queria aprender as artes místicas por motivos não-egoístas.

Sete anos depois

Após sete anos estudando as artes místicas com o Ancião, Strange volta para os EUA nos anos 70. Ele virou um consultor místico estabeleceu o Sanctum Sanctorum em Greenwich Village, em Nova York. Wong, último da família de uma centenária linha de sangue que serviam o Ancião, agora serve Strange e também é seu amigo.

O caminho até ser o Mago Supremo

A maioria das batalhas do Dr. Estranho aconteciam nas sombras, sem o conhecimento dos outros super-heróis. O mago enfrentou diversas entidades, entre elas o seu arquinimigo Dormammu e outros tantos duelos contra Barão Mordo. Sua interação com outros heróis começou com um truque do Deus Asgardiano Loki, fazendo com que Strange atacasse Thor. Em outra ocasião, aliou-se ao Homem-Aranha para salvar pessoas levadas ao reino místico por Mordo – desde então nutriu uma forte amizade para com Peter Parker, um herói altruísta e cheio de bravura.

Outros personagens que ele encontrou no caminho foram diversos, tendo encontrado mais vezes os membros do Quarteto Fantástico, X-men e os Vingadores.

Sendo a pessoa influente que é e detendo vasto poder, Doutor Estranho foi chamado para fazer parte dos Illuminati, grupo formado pelos heróis mais inteligentes e poderosos da Marvel, que se reúnem esporadicamente para debater e tomar medidas em assuntos extraordinariamente importantes – um deles no futuro envolveu o banimento do Hulk para outro planeta.

O amor de Strange

Apesar de ter tido um romance com a Enfermeira Noturna, seu verdadeiro amor e futura esposa foi Clea. Ninguém menos que a sobrinha de Dormammu – o que gerou alguns problemas familiares (o natal dessa galera deve ser horrível).

Se tornando o Mago Supremo

O momento que ele assumiu a alcunha de Mago Supremo, substituindo o Ancião, veio cheio de sacrifícios. A entidade Shuma-Gorath tentava voltar a Terra após ter sido banida e para isso arranjou uma maneira de retornar através da mente do próprio Ancião. Strange entrou na mente do seu mestre para derrotar a criatura, mas perdeu a luta. O Ancião então pediu para que o herói acabasse com seu corpo físico, pois era preferível a morte do que Shuma-Gorath voltasse para o planeta Terra. Depois da morte, o Ancião se juntou a Eternidade e Strange assumiu o manto do Mago Supremo.

Poderes e itens mágicos conhecidos

Para ser um dos personagens da Marvel Comics mais poderosos, é necessário ter uma vasta lista de poderes e habilidades. Muitos feitiços fazem parte do repertório do Mago Supremo, e ele possui algumas habilidades inerentes como a telepatia – o que pode ter um aumento de poder através do Olho de Agamotto. O Manto de Levitação permite que o usuário voe. Ele pode projetar seu corpo em uma forma astral. A orbe de Agamotto ele usa para monitorar as dimensões que o cercam e o próprio mundo. O Livro de Vishanti possui diversos feitiços secretos e contrafeitiços de mágicas brancas em oposição as artes das trevas. Entre outras dezenas de itens em seu acervo.