X

Elementos do universo de Harry Potter que podem ganhar filmes

Ou você acha que a Warner vai parar em Animais Fantásticos e Onde Habitam?

Por Carla Braga - 16 Nov 2016 às 11:58h

Quando Harry Potter e as Relíquias da Morte: Parte 2 chegou aos cinemas de todo o mundo em 2011, chegou também o fim de uma era. Os leitores da franquia mágica, criada por J.K. Rowling, que cresceram conferindo os seus livros favoritos ganhando adaptações cinematográficas, se viram órfãos de repente. Mas a criação do Pottermore e a presença marcante da autora britânica nas redes sociais, sempre respondendo perguntas dos fãs e soltando novas informações referentes à franquia, aliviou a saudade como também ascendeu uma certa esperança nas mentes mais otimistas.

Agora, em pleno 2016 (cinco anos após o desfecho oficial da franquia Harry Potter), pode-se dizer que os mais esperançosos estavam certos. Afinal, Animais Fantásticos e Onde Habitam, o primeiro filme da nova franquia ligada ao universo de Rowling, está prestes a chegar aos cinemas e a iniciar uma nova era – sem mencionar Harry Potter and The Cursed Child, peça que estreou no Reino Unido também neste ano e que teve o seu roteiro publicado como livro.

Tudo indica que Rowling está com dificuldades em engavetar o universo que criou e que permanecerá adicionando novos detalhes a ele até quando puder. Logo, nos perguntamos quais outros elementos já existentes nos livros da autora poderiam ganhar uma franquia cinematográfica, assim como Animais Fantásticos, que, originalmente, foi lançado como um livro escrito por “Newt Scamander”, que tenta se passar por uma versão real de um dos volumes didáticos que os alunos utilizam na escola de Hogwarts! Vamos lá?

Harry Potter and The Cursed Child

A opção mais óbvia no momento para virar filme (ou série) é a peça de teatro Harry Potter and The Cursed Child, escrita por Jack Thorne e baseada em uma história original de Thorne, Rowling e John Tiffany. A peça – descrita como a oitava história do universo de Harry Potter – foi aclamada pelos seus efeitos especiais e pelas suas atuações, mas, como história, é atropelada e possui traços fortes de fanfiction, que podem desagradar a maior parte dos fãs. Será, então, que os efeitos práticos e especiais da instalação conseguiriam sustentar uma franquia cinematográfica de Harry Potter and The Cursed Child? Os boatos são intensos, mas talvez The Cursed Child devesse permanecer apenas como peça (e começar a viajar pelo mundo em cartaz, né?).

O Quidditch Através Dos Tempos

Já que Animais Fantásticos e Onde Habitam foi a primeira franquia a expandir o universo de Harry Potter nos cinemas, nada mais natural que O Quidditch Através Dos Tempos seja a segunda! Lançado em 2001, assim como Animais Fantásticos, O Quidditch Através Dos Tempos é um livro escrito por Rowling, sob o pseudônimo de Kennilworthy Whisp, que serve como réplica de um volume mencionado nos livros de Harry Potter que narra a história do quadribol. A especulação em torno desta suposta vindoura franquia se tornou ainda mais intensa com os rumores de que a Warner Bros. já registrou o nome do livro, assim como o do autor Whisp e os de alguns times de quadribol! Estaria o estúdio apenas protegendo a sua marca? Difícil, ein!

Os Contos de Beedle, o Bardo

Publicado para o público em geral em 2008, Os Contos de Beedle, o Bardo é um livro de histórias infantis escrito por Rowling que já havia sido mencionado na série literária de Harry Potter (mais especificamente, em Harry Potter e as Relíquias da Morte, o sétimo e último volume da série). Em Relíquias da Morte, uma edição de Os Contos de Beedle, o Bardo é deixada para Hermione como herança de Dumbledore e serve como escopo para introduzir As Relíquias da Morte na história. É no conto O Conto dos Três Irmãos que Hermione encontra o símbolo das Relíquias – formado pela Capa da Invisibilidade, a Pedra da Ressurreição e a Varinha das Varinhas – pela primeira vez; e, mais tarde, é revelado que os irmãos Peverell, personagens do conto que são donos dos três objetos, são ancestrais de Harry! Precisamos falar mais alguma coisa? De qualquer forma, se liga na animação, que ilustra a narração da história dos Três Irmãos que Hermione faz em Relíquias da Morte:

Mapa do Maroto

Tudo bem, o Mapa do Maroto aparece nos filmes de Harry Potter, mas e quanto à história por trás da sua criação e criadores? O Mapa desponta, pela primeira vez, em O Prisioneiro de Azkaban quando é entregue por Fred e Jorge Weasley para Harry. Ele é um mapa mágico de Hogwarts que mostra todos os corredores e passagens secretas (sete no total) e o local exato das pessoas dentro da escola. Mas, ainda mais importante, foi criado por Aluado, Rabicho, Almofadinhas e Pontas (Remo Lupin, Pedro Pettigrew, Sirius Black e Thiago Potter respectivamente). Seria querer demais esperar por um filme focado nas aventuras de um Thiago, Lupin, Sirirus e até Pettigrew jovens e inconsequentes em Hogwarts à medida que eles criam e desfrutam das vantagens de um Mapa do Maroto nos anos 70?

A História do Príncipe

Em Harry Potter e as Relíquias da Morte, existe um capítulo inteiro, chamado A História do Príncipe, dedicado às memórias que Snape dá a Harry. O capítulo costuma ser um dos grandes favoritos entre os leitores do sétimo volume da série ao mostrar, finalmente, o caráter de Snape de forma redonda e ao aprofundar a noção do público em relação ao relacionamento que Snape nutria com Lily e Thiago. A sequência adaptada do livro para os cinemas é rápida demais e fraca em detalhes, logo, não faz justiça a um personagem tão importante para o universo de Rowling. Um filme focado em um Snape jovem seria muito bem-vindo. Existe, inclusive, um curta de fanfiction, criado pela produtora Broad Strokes Productions, focado no mal compreendido personagem que dá um gostinho de como uma produção oficial poderia ser. Se liga:

A origem de Voldemort

O background de Tom Riddle (nome verdadeiro de Voldemort) é abordado nos filmes de Harry Potter, mas vários detalhes do personagem mencionados nos livros são deixados de lado, o que é compreensível, tratando-se de uma adaptação. Mas o passado do grande antagonista é, extremamente, interessante. Um exemplo? O fato da mãe dele, uma bruxa, ter criado uma poção para que um certo trouxa, chamado Tom Riddle, se apaixonasse por ela e que, quando ela decidiu parar de dar a poção para o seu amado para deixar que ele decidisse ficar com ela por livre arbítrio, ele correu para as colinas! O resultado disso? Um pequeno Tom Jr. nasce em seguida e é mandado para o orfanato quando sua mãe morre no parto. Acompanhar a conturbada e problemática trajetória do personagem até a sua transformação em um grande vilão seria incrível, não?

Albus Dumbledore 

Talvez o acréscimo mais importante ao universo de Harry Potter feito por Rowling após o desfecho dos livros e filmes originais foi o fato de descobrirmos que Albus Dumbledore é gay. Esse pequeno detalhe abre margem para explorarmos todo um lado pessoal pouco mencionado nos filmes originais (e livros também) do querido personagem. O pouco mencionado nos livros sobre as origens de Dumbledore é, extremamente, fascinante, passando pelo fato do seu pai ter sido condenado à prisão perpétua em Azkaban por assassinar três trouxas, sua irmã mais nova ter sido uma bruxa com problemas de manifestação mágica (uma vergonha para qualquer família bruxa), o acidente que matou sua irmã e o seu conturbado relacionamento amoroso e fraternal com Grindelwald (personagem que será vivido por Johnny Depp em Animais Fantásticos). 

E ainda nem mencionamos os grandes feitos de Dumbledore na fase adulta, como a descoberta das doze utilidades do sangue de dragão, seu trabalho de alquimia em parceria com Nicolau Flamel e sua vitória no lendário duelo com Grindelwald! Dumbledore é, sem dúvidas, um dos personagens mais interessantes já criados por Rowling e merece uma franquia nos cinemas só sua!