X

Easter eggs e conexões de Animais Fantásticos com o mundo mágico

Matéria única e exclusiva para quem viu o filme e está com a cabeça fervilhando!

Por Carla Braga - 22 Nov 2016 às 11:54h

Tudo bem, a gente sabe que J.K. Rowling quis que Animais Fantásticos e Onde Habitam fosse acessível para um público recém-apresentado ao universo de Harry Potter (se alguém assim ainda existir) e que ela foi fiel a sua palavra, mas isso não impediu que a produção, estrelada por Eddie Redmayne na pele de Newt Scamander, realizasse inúmeras referências e easter eggs com a série original (literária e cinematográfica) da escritora britânica, além de abrir escopo para algumas teorias.

Com isso em mente, podemos afirmar que as ligações com o mundo mágico são um fato no filme – algumas mais óbvias, outras mais sorrateiras. Logo, permita-nos Lumos Maxima! essas informações para você!

Newt é um Lufa-Lufa convicto

Quando a mala de Newt é aberta em NY no mundo no-maj, podemos ver o seu cachecol da Lufa-Lufa, deixando claro para quem ainda não sabia a qual casa de Hogwarts o aventureiro pertencia. Na cena em que ele se despede de Tina, ele usa o mesmo cachecol. O que podemos tirar disso tudo? O personagem não só frequentou a Lufa-Lufa (a casa mais subestimada e tirada onda de Hogwarts), mas adorou a experiência! Se você ainda possui algum preconceito com a casa, que tal assistir ao ótimo e engraçado vídeo, em que Redmayne elenca inúmeras razões para amar a Lufa-Lufa, a casa favorita de Rowling, como ele ressalta muito bem?

Tina é Porpentina Scamander

Por-pen-ti-na. Tire as duas primeiras sílabas e você fica com o que? Tina! Isso mesmo, Tina Goldstein (Katherine Waterston) é a própria Porpentina Scamander, esposa de Newt mencionada no livro Animais Fantásticos e Onde Habitam! Porpentina é, inclusive, a avó de Rolf Scamander, o marido da fofa Luna Lovegood, e bisavó dos gêmeos que o casal acaba tendo. Podemos dizer, portanto, que a família Scamander está sendo muito bem representada ao longo das gerações.

Theseus Scamander

Logo no começo do filme, Newt é confundido com Theseus Scamander, o seu irmão mais velho e “herói de guerra”, pelo auror Percival Graves (Colin Farrell). Acontece que Theseus e Graves estavam se comunicando através de cartas! Será que Theseus não sabia que Graves era o bruxo das trevas, que odeia no-majs, Gellert Grindelwald disfarçado? Mesmo que ele não soubesse, a correspondência com Graves indica que um sentimento anti-trouxas no Ministério da Magia pode existir, assim como na própria família de Newt. Essa teoria deve ser esclarecida ao longo da franquia!

Quem é Leda Lestrange?

Em Animais Fantásticos, Zoe Kravitz pode ser vista em uma fotografia como Leda Lestrange, um nome inédito para o universo, mas não podemos falar o mesmo do seu sobrenome. Os Lestranges são uma antiga família bruxa de sangue puro, em que Bellatrix Black acaba imergindo através do seu casamento com Rodolfo Lestrange. Leda pode ser, então, parente próxima de um Lestrange não-nomeado, que é colega de classe de Voldemort e um dos seus primeiros Comensais da Morte! Como Voldemort nasceu em 1926, ano em que Animais Fantásticos é ambientado, isso pode torná-la mãe ou tia do amigo de Aquele-Que-Não-Deve-Ser-Nomeado.

O retorno dos Nifflers

O carismático Niffer que aparece no começo de Animais Fantásticos não é o primeiro da sua espécie a despontar no universo de Harry Potter. Os danados e loucos por ouro Niffers já haviam mostrado os seus rostos outras duas vezes! O cuidador mestre de criaturas mágicas Hagrid introduz o animal em uma aula durante Harry Potter e o Cálice de Fogo e, quando Dolores Umbridge se torna a diretora de Hogwarts, Lee Jordan levita dois Nifflers no escritório dela para causar caos.

Uma tomada do filme lembra o Nôitibus Andante

Apesar dos carros em Animais Fantásticos serem os dos anos 20, essa cena turva e curva em particular do filme lembra bastante a Londres trouxa dos anos 90 da história original. O enquadramento caótico da cena nos faz lembrar das habilidades duvidosas do cobrador Stanislau Shunpike e do motorista Ernie Prang e é uma das inúmeras formas que o longa consegue nos deixar saudosistas!

O símbolo das Relíquias da Morte

O colar com o símbolo das Relíquias da Morte pôde ser visto durante a promoção de Animais Fantásticos, a exemplo de um pôster estrelado por Percival Graves. O colar é o mesmo que Graves dá para Credence Barebone (Ezra Miller) caso o jovem precise convocá-lo. Sabendo agora que Graves é, de fato, Grindelwald, um bruxo obcecado pelas Relíquias da Morte e que já possuiu a Varinha das Varinhas, explica o porquê do símbolo ter dado as caras em NY.

A sexualidade de Gellert Grindelwald

 

Sabemos que a sexualidade de ninguém deveria entrar em questão, mas, após a excelente declaração de Rowling de que Dumbledore é gay, não pudemos evitar de pensar em uma teoria ligada ao assunto quando vimos Animais Fantásticos. Sabemos que Dumbledore sentiu algo pelo seu problemático amigo de infância Grindelwald, mas nunca foi esclarecido se o sentimento foi recíproco. A forma estranha como Graves/Grindelwald intimida e estabelece um relacionamento de poder com o jovem Credence (geralmente em becos escuros) seria um indício de uma homossexualidade oprimida (provavelmente, por causa da época, 1926)? Existe algo entre os dois que não chega a ser explicado e precisamos concordar que apenas um personagem gay em um universo tão complexo não faz muito sentido.

O Profeta Diário dos EUA

 

Como bem sabemos, jornais como O Diário Profeta nem sempre são a melhor fonte para conhecer a verdade no mundo mágico. De qualquer forma, vale à pena dar uma lida para saber o que está acontecendo. Em Animais Fantásticos, o fugitivo Alberto Macellarius é, aparentemente, o Sirius Black da sua geração – apesar de que ainda não sabemos se ele é tão inocente quanto Black – e distúrbios mágicos, causados talvez pelos animais de Newt, colocam o mundo mágico em risco de exposição! E quanto a Grindelwald? Como sempre, a verdade acaba ficando de lado nessas publicações.

Uma entrada parecida com a do Beco Diagonal

 

Na cena em que Tina e Queenie mudam de roupa para entrar em um bar, uma parede de tijolos, que você precisa ser batida para se desfazer e abrir, dá as caras nos mesmos moldes da parede do Beco Diagonal! A referência é singela, mas inegável.

Menção ao Quadribol

Quando Lou Barebone, líder de um grupo anti-magia extremista, pergunta a Newt se ele é um “buscador da verdade” (seeker no original), ele responde: “Eu tou mais para um perseguidor na verdade” (chaser no original). A conversa faz alusões a termos usados para definir as funções de jogadores de quadribol. Ah, e, durante a sequência de abertura do filme quando viajamos por uma série de jornais, uma manchete em particular chama a atenção: “Futebol: O quadribol no-maj?”.

Kowalski tem um filho bruxo com Queenie

Em um texto divulgado por Rowling no Pottermore em 2014, época em que ela também escrevia o roteiro de Animais Fantásticos, a autora menciona o nome do jogador de quadribol Quentin Kowalski! Como sabemos que ligações assim entre sobrenomes no universo da escritora nunca são à toa, podemos assumir que Kowalski e Queenie acabam juntos e tendo filhos, já que o personagem é um no-maj e precisaria ter casado com uma bruxa para ter filhos bruxos. Convenhamos, se Kowalski acaba se casando com uma bruxa, essa bruxa precisa ser a Queenie!

A presença de Dumbledore

O querido Albus Dumbledore pode não ter aparecido em Animais Fantásticos, mas ele tem mesmo uma afinidade com estudantes problemáticos! Se você leu o livro Animais Fantásticos e Onde Habitam, sabe que o diretor de Hogwarts escreveu a introdução do livro. E, no filme, é mencionado que o poderoso bruxo argumentou contra a expulsão de Newt de Hogwarts após ele ter colocado colegas da escola em perigo com uma criatura mágica. Dumbledore é, provavelmente, um dos únicos amigos de Newt e já se sabe que os produtores de Animais Fantásticos 2 estão em busca de um ator para encarnar um jovem Dumbledore na continuação. Ao fim do quinto e último longa da franquia, deveremos ver a famosa batalha entre Dumbledore e Grindelwald!

O Obscurus de Ariana

Uma das principais teorias (talvez a mais importante) que circulam online desde o lançamento de Animais Fantásticos está ligada à Ariana, irmã de Dumbledore. O longa nos apresenta à existência dos Obscurus, uma força mágica obscura que se torna parasita da criança que o cria indevidamente, já que surge quando bruxos têm suas forças reprimidas durante a infância. Essa força tem vontade própria e, quando a pessoa que a prende perde o controle dela, torna-se mortal.

A teoria afirma que Ariana tinha um Obscurus, baseando-se em passagens diretas de Harry Potter e as Relíquias da Morte, em que Rowling ressalta que Ariana se recusava a usar sua magia, mas “a controlava” e que a magia “explodia dela”. A razão para isso também é dada no livro, já que a menina, enquanto praticava magia no quintal, foi atacada pelos seus vizinhos trouxas quando tinha seis anos. Com o susto, a garota teria começado a sentir medo dos seus poderes e a criar um Obscurus involuntariamente. Inclusive, a teoria também acrescenta profundidade à discussão entre ela, Dumbledore e Grindelwald que levou a sua morte. Sabemos, agora, afinal que Grindelwald possui uma fascinação por Obscurus. 

Nota: As menções ao universo de Harry Potter são inúmeras no primeiro filme de Animais Fantásticos e Onde Habitam, logo, compilamos as que achamos mais relevantes para esta matéria, mas isso não significa que alguma não tenha ficado de fora. Sinta-se à vontade para acrescentar alguma(s) nos comentários!