X

O que esperar da 2ª metade da 7ª temporada de The Walking Dead?

A marcha para a guerra irá começar

Por Rafael Sanzio - 13 Dez 2016 às 09:22h

A mid-season finale da sétima temporada de The Walking Dead mostrou que Rick (Andrew Lincoln) acordou e irá começar seu plano para acabar de vez com o reinado de Negan (Jeffrey Dean Morgan). De acordo com um dos produtores do programa, a segunda metade do novo ano terá um tom completamente diferente do primeiro, ou seja, se não tivermos a guerra em si, com certeza a marcha irá começar. Resolvemos elencar alguns dos acontecimentos que devem ocorrer quando a série retornar, seja baseado nas HQs ou não:

1. Convocando o Reino e o Alto Morro

Agora que Rick está de volta ao jogo, é preciso reunir um exército tão grande quanto o de Negan. O Alto Morro oferece alguns soldados, mas a melhor adição será mesmo Jesus (Tom Payne) para a causa – na verdade, o acordo para acabar com Os Salvadores já tinha sido feito, mas agora que ele sabe onde eles moram, há um alvo mais certo. Além disso, temos Daryl (Norman Reedus) que conhece o local por dentro, bem como Carl (Chandler Riggs).

Rick ainda não conhece o Reino, mas como um dos cavaleiros de Ezekiel está querendo entrar na guerra, provavelmente será ele que entrará em contato com o Alto Morro – já que Morgan (Lennie James) e Carol (Melissa McBride) não estão afim de entrar em confronto direto. Ou então, Jesus mostrará o caminho (referência proposital) para o grupo de Rick conhecer mais uma comunidade que pode entrar na guerra contra Negan.

2. A traição de Dwight

Até então Dwight (Austin Amelio) vem se mostrando bastante resignado com a sua posição nos Salvadores, mas os recentes episódios trataram de apresentar um novo ângulo do personagem. O que nos leva a crer que a seguinte cena dos quadrinhos será adaptada: Dwight vai trair Negan.

Essa cena acontece durante a reunião de Rick, Jesus e Ezekiel, no qual tentam convencer o rei a entrar na guerra. Ezekiel então revelará que Dwight estava ali propondo uma aliança para derrubar Negan. Lógico que não será bem visto por Rick, que estará bastante desconfiado do subalterno do seu inimigo e que ele e Jesus podem ser denunciados por Dwight por estarem tramando contra Os Salvadores. Teremos um bom foco para acompanhar as intenções de Dwight.

3. O ataque contra Negan

Aqui as coisas se complicam para determinar se haverá ou não esse ataque que acontece durante o arco Marcha para a Guerra. Os produtores podem apenas querer usar a convocação e partir para a luta, ou então os roteiristas podem trabalhar em cima da aliança secreta entre as comunidades para dar tempo de Rick ser impetuoso mais uma vez.

Se optarem pela segunda opção, podemos ter a sequência que acontece na Marcha para a Guerra, com Negan indo mais uma vez para Alexandria (nesse caso, a mid-season finale usou essa ida dos quadrinhos, só que com o final diferente) e lá Rick acha que Negan está em desvantagem e tentar matá-lo. Teríamos a repetição de mais um confronto na comunidade, mas serviria para mostrar o Alto Morro e o Reino aparecendo para salvar Alexandria e Negan perceber que as comunidades estão juntas.

4. Carol e Morgan

Uma plot exclusiva da série. Com a guerra iminente e Ezekiel entrando nos preparativos, Morgan e Carol serão obrigados a entrar na luta. Primeiro Morgan, por fazer parte do Reino e provavelmente Carol voltará em um momento de necessidade para salvar o dia e voltar a matar.

5. Mulheres da Costa

Como na série o pessoal de Alexandria foi privado de suas armas, com certeza as mulheres da vila costeira entrarão na guerra. A dúvida é se serão aliadas ou serão enganadas para o grupo de Rick conseguir as armas delas. Minha aposta vai para aliadas, com direito a mais um episódio exclusivo e tedioso mostrando Tara (Alanna Masterson) convencendo-as a lutar.

6. Ascensão de Maggie

Nos oito episódios restantes com certeza Maggie (Lauren Cohan) tomará a liderança do Alto Morro das mãos de Gregory (Xander Berkeley). Ela já demonstrou que era forte e até mesmo sua condição de grávida coloca os habitantes ao lado dela, como o vigia que chamou a atenção de Gregory para que ele entregasse para ela a maçã que iria comer. Com ela no posto, a aliança do Alto Morro na guerra pode ser algo bem mais forte – já que Jesus na série é menos decidido. A dúvida fica se Gregory aceitará isso calado ou: 1) Tentará contatar Negan ou 2) Matar Maggie.

7. A tortura de Eugene

O rapto de Eugene (Josh McDermitt) só acontecia durante a guerra em si, portanto, teremos alguns episódios para mostrar a força de vontade do personagem sob tortura e, quem sabe, até mesmo morte como sacrifício para não forjar balas para Os Salvadores.

8. Guerra

Alguns elementos estão sendo adiantados e outros adiados em comparação as HQs e provavelmente teremos, ao menos, o início da guerra nesta temporada – mas será que teremos o encerramento dela agora? Vamos contar os possíveis 8 episódios restantes: 9º Encontro com Ezekiel; 10º Episódio focado no convencimento de Morgan e Carol; 11º Encontro com as Mulheres da Costa; 12º Emboscada a Negan; 13º Reino e Alto Morro salvam Rick; 14º Preparativos para a guerra e provavelmente tortura final de Eugene; 15º Ataque a fábrica dos Salvadores; 16º Ataque a fábrica dos Salvadores com uma pitada de mais um personagem conhecido morrendo ou sendo capturado (eu aposto em Sasha, e você?).

Essa sequência é algo que fiz sendo muito positivo, mas se o roteiro continuar enrolando, possa ser que a temporada termine com a emboscada a Negan fora dos portões de Alexandria e o anúncio da guerra que virá.

Contudo, encerrar a temporada com a primeira vitória da turma do Rick contra Negan também oferece bons resultados, somado com uma boa briga. Jeffrey Dean Morgan confirmou sua presença na oitava temporada – que pode ser tanto a primeira metade voltada para a continuação da guerra, como pode também avançar no tempo pós-guerra e assim os rumores da saída de Chandler Riggs se concretizarão, trazendo um ator mais velho para o papel.