X

As 20 séries mais aguardadas para 2017

Elas são inéditas em maioria, mas alguns retornos não podiam ficar de fora

Por Carla Braga - 28 Dez 2016 às 17:01h

O ano que está acabando, 2016, foi um relativamente bom em relação à séries (mas só em relação a isso mesmo), com um número alto de novos seriados de destaque, como Westworld, e de retornos memoráveis - como esquecer o fanservice da sexta temporada de  Game of Thrones? Mas agora precisamos voltar nossa atenção e começar a antecipar os programas, sejam inéditos ou retorno de temporadas, que prometem ser de alta qualidade e renovar nossa paixão pela ficção seriada no ano que está por vir!

Deuses Americanos (Starz)

Sendo uma fã babona de Neil Gaiman, não poderia começar esta lista com outra série. O seriado do canal Starz, American Gods, adaptará para a televisão o bem-sucedido livro homônimo (chamado Deuses Americanos por aqui) do autor britânico e está previsto para o começo de 2017. A produção foi criada por dois nomes de peso, Bryan Fuller e Michael Green, e seguirá o protagonista do livro, Shadow Moon, quando ele sai da cadeia e é abordado pelo Sr. Wednesday. Rapidamente, é revelado que o novo amigo de Moon é, na realidade, o Deus nórdico Odin e que ele está viajando pelos Estados Unidos para reunir todos os Deuses antigos, que agora vivem como pessoas comuns, para combater os Novos Deuses, como Mídia e Techboy. A promessa é que a série se manterá fiel ao livro, e, caso os seus criadores mantenham a palavra, American Gods não tem como não ser um sucesso; ainda mais com a escalação mais do que precisa e perfeita de Ricky Whittle para encarnar o problemático protagonista. 

Stranger Things (Netflix)

Teoricamente fruto dos algoritmos da Netflix, que identificou os principais interesses da sua audiência e criou uma produção que os reunisse, Stranger Things, a série de ficção científica, drama e suspense dos irmãos Duffer foi um dos principais destaques deste ano, com inúmeras referências em sua estética e narrativa, uma trilha sonora marcante e personagens cativantes. Uma segunda temporada, com nove episódios, é aguardada para 2017, provavelmente, para a metade do ano; época em que o primeiro ano chegou ao serviço de streaming - e a gente mal pode esperar para descobrir o que acontecerá!

The Handmaid’s Tale (Hulu)

O clássico da literatura distópica O Conto da Aia, de Margaret Atwood, será adaptado na série The Handmaid’s Tale pelo serviço de streaming Hulu, e a hype em cima do seriado está grande. O volume foi escrito nos anos 80, mas talvez nunca tenha estado tão relevante como agora em 2016, quando uma onda retrógrada assolou a política ocidental. O material revelado até então indica que o livro ganhará, finalmente, uma adaptação que o fará justiça, com uma atmosfera interessante e uma ótima protagonista, já que a super competente Elisabeth Moss foi a escolhida para encarnar Offred. Planejado para abril de 2017, The Handmaid’s Tale promete chocar com sua premissa, em que um ex-Estados Unidos, agora um regime totalitário, trata as mulheres ainda pior do que hoje em dia e as aprisiona para fins reprodutivos.

Game of Thrones (HBO)

O sexto ano de Game of Thrones foi, sem sombra de dúvidas, um divisor de águas para a produção mais pirateada no mundo inteiro e em alta da HBO nos últimos anos. Portanto, as suas duas últimas temporadas, que trarão um desfecho para a história idealizada por George R.R. Martin originalmente, prometem e muito. A primeira delas chegará na metade de 2017 com sete episódios apenas, mas temos certeza de que eles serão recheados de informações e acontecimentos épicos, já que o fim da trama está chegando.

Punho de Ferro (Netflix)

A última e quarta série solo, oriunda da parceria entre a Netflix e a Marvel, antes da chegada de Os Defensores, chama-se Punho de Ferro e está agendada para chegar em 17 de março de 2017. Com produções aclamadas, Demolidor, Jessica Jones e Luke Cage, que traçaram o caminho para sua chegada, podemos esperar apenas que Punho de Ferro, que seguirá os passos de Danny Rand, um órfão desaparecido há quinze anos, que retorna à NY para reivindicar sua herança, será, no mínimo, tão empolgante quanto as suas antecessoras.

Outlander (Starz)

A série Outlander é daquelas que possui um fandom gigantesco, mas que não recebe o seu devido reconhecimento. Com duas temporadas sólidas, complexas e empolgantes, o seriado do aclamado Ronald D. Moore (Battlestar Galactica) conquistou um espaço peculiar na grade televisiva atual. A produção é uma obra ficção científica de época, que, basicamente, ignora os elementos de sci-fi para focar, em maioria, na Escócia do século 18. Mas, com a chegada da sua terceira temporada em algum ponto de 2017, isso promete mudar com a inserção de elementos mais proeminentemente de ficção científica, como mais viagens no tempo e voodoo. Como a série se baseia na famosa e complexa série de livros de Diana Gabaldon, tudo indica que, a cada nova temporada, a história ficará mais intrigante.

Midnight, Texas (NBC)

Se você curtia True Blood. esta produção é para você. Baseada em uma série literária de Charlaine Harris (autora de The Southern Vampire Mysteries, que inspirou o famoso seriado da HBO) e dirigida pelo artístico Niels Arden Oplev (Os Homens que Não Amavam as Mulheres, o piloto de Mr. Robot), Midnight, Texas promete ser um dos principais destaques televisivos de 2017. Ambientada em uma remota cidade do Texas, recheada de bruxas, vampiros, médiuns e várias outras criaturas sobrenaturais, a série mostrará os habitantes do local enfrentando uma leva de ameaças diferentes rotineiramente e formando uma aliança improvável enquanto trabalham juntos.

Master of None (Netflix)

Quando Master of None, idealizada, escrita, estrelada e dirigida por Aziz Ansari, chegou à Netflix em 2015, pegou de surpresa quem não conhecia o trabalho do comediante. Inspirada pelo material de stand-up comedy de Ansari, a série abordou temas, como racismo, machismo, pais e filhos e por aí vai, de forma encantadora e real. O ator precisou de um intervalo de dois anos entre as temporadas para conseguir reunir material novo para um segundo ano, e a gente espera que ele tenha conseguido inspiração e consiga fazer justiça a uma primeira temporada tão legal quando os novos capítulos estrearem no serviço de streaming em alguma altura de 2017.

Legion (FX)

O que não falta hoje em dia são séries (ou filmes) de super-heróis, o que pode ser algo legal para fãs de quadrinhos, mas que também cansativo para quem só quer assistir a uma produção sem precisar tentar entender os crossovers e menções ao universo dos quadrinhos. Enquanto que Legion é ambientado no universo de X-Men, promete ser um caso raro de série de super-herói que se sustentará sozinha. Com Noah Hawley (Fargo) a encabeçando, prévias mais do que interessantes e criativas e um elenco heterogêneo, Legion pode se tornar a série de super-herói mais prestigiada dos últimos anos quando estrear em fevereiro de 2017.

Sense8 (Netflix)

Quando chegou à Netflix na metade de 2015, Sense8 tornou-se queridinha em vários territórios, e talvez o Brasil seja o principal deles. Agora, com o fim de 2016, o seriado das irmãs Wachowski voltará, finalmente, para uma segunda temporada em maio de 2017 após quase dois anos de intervalo - saudades daquela época em que temporadas novas chegavam, religiosamente, a cada ano. Com uma premissa mais do que interessante, em que um grupo heterogêneo de pessoas das mais diversas nacionalidades estão conectados de alguma forma e conseguem se comunicar telepaticamente, Sense8 ainda vai além, sendo uma das produções mais LGBT e progressistas no ar hoje em dia. Pode-se esperar, apenas, que os seus novos episódios voltem com ainda mais ação, temáticas revolucionárias e sexo - claro. Ah, se você ainda não viu, a série está com um especial de Natal de duas horas disponível na Netflix! 

Powerless (NBC)

Nos últimos anos ficamos cercados por produções de super-heróis, mas Powerless, da NBC, tem o potencial de nos oferecer uma outra perspectiva ainda inserida no gênero e ser uma série hilária, mostrando-nos as consequências que o mundo e pessoas normais precisam lidar com a existência de seres dotados de poderes. Com Vanessa Hudgens como protagonista, o seriado seguirá os funcionários de uma seguradora encarregados de cobrir os danos causados pelas batalhas entre super-heróis e super-vilões. A estreia está marcada para 2 de fevereiro! Como o programa está inserido no universo da DC, pode-se esperar encontrar referências ou até quem sabe participações especiais de personagens como Batman, Mulher-Maravilha, Super-Homem e muitos outros.

 

Sherlock (BBC)

Criada por Steven Moffat e Mark Gatiss e estrelada por ninguém menos do que Benedict Cumberbatch, a aclamada e tão perfeitamente executada Sherlock lançou a carreira do seu protagonista para níveis astronômicos, literalmente, com o último trabalho do ator sendo Doutor Estranho no filme solo do super-herói. Martin Freeman, na pele de Watson, também ganhou renome internacional, chegando a estrelar a trilogia O Hobbit! Mas isso tudo só aconteceu, em maioria, porque a produção entrou em um hiato de três anos, mas isso está perto de acabar. Programada estrear em 1º de janeiro de 2017, a quarta temporada de Sherlock chegará, finalmente, e nos tirará dessa angústia que é esperar para descobrir o que acontecerá com o Sherlock Holmes mais carismático e complexo que o entretenimento já viu.

Taboo (BBC One e FX)

A minissérie dramática Taboo, criada em parceria pela BBC One e FX, foi idealizada por Tom Hardy, o pai dele e Steven Knight e chegará em 7 de janeiro de 2017 ao Reino Unido e três dias depois aos EUA. Protagonizada por Hardy, Taboo focará em um aventureiro no século 19 que volta à Inglaterra, após passar anos na África, junto com quatorze diamantes roubados à procura de vingança pela morte do seu pai. A premissa é interessante, e os visuais e edição do trailer ainda mais!

Twin Peaks (Showtime)

Na categoria de séries como Gilmore Girls, Três é Demais e Arquivo X, a icônica Twin Peaks, fruto de David Lynch, um dos cineastas mais talentosos e respeitados na atividade, ganhará uma nova temporada após mais de 25 anos parada (mas não pela Netflix)! Cancelada prematuramente após o seu segundo ano, devido a um declínio de audiência, a misteriosa produção nunca pôde solucionar o cliffhanger deixado no seu último capítulo. Mas agora isso mudará, e, ainda mais importante, teremos mais uma vez um seriado no ar que contém os talentos narrativos e de direção de uma pessoa tão competente e imaginativa como Lynch! Twin Peaks foi um marco para as produções criminais dramáticas, com sua atmosfera gélida e arrastada copiada e reimaginada inúmeras vezes ao longo de quase três décadas, mas, nada, até hoje, chegou aos pés da obra-prima televisiva de Lynch.

A Series Of Unfortunate Events (Netflix)

Os amados livros de Lemony Snicket ganharão uma nova adaptação após mais de uma década do filme de 2004 com Jim Carrey. A responsável por isso é a Netflix, que desenvolve uma série inspirada nos livros com Neil Patrick Harris na pele do conde Olaf! Os materiais de divulgação têm indicado que o seriado será bastante próximo do seu material de inspiração, o que deixou todos os fãs da história bastante empolgados. Resta saber se o programa terá treze temporadas. cada uma para um livro diferente da série de Snicket

Prison Break (Fox)

Assim como Twin Peaks, Prison Break é outra série que ganhará uma nova temporada após ter chegado ao final. Exibida entre 2005 e 2009 ao longo de quatro temporadas, focando no elaborado plano de um homem para resgatar o seu irmão da prisão, sentenciado à morte, o programa da Fox voltará ainda no começo de 2017 com nove episódios novos para nos mostrar como um dos personagens, teoricamente morto, ainda está vivo e andando pelo mundo anos depois do final da quarta temporada do seriado. Será que a explicação para isso será lógica? É isso, acima de tudo, que os fãs mal podem esperar para descobrir. com o retorno de Prison Break.

Time After Time (ABC)

Apesar do seu nome parecer ser de uma novela, Time After Time promete se destacar em 2017. A série é baseada em um filme de 1979, que, por sua vez, adaptou o livro de Karl Alexander, e segue H.G. Wells enquanto ele segue os rastros de Jack, o Extripador a partir de 1893 na Inglaterra até os dias atuais na América do Norte em uma trama de viagem no tempo. O programa conta com Kevin Williamson (The Vampire Diaries, Scream) como roteirista e produtor executivo, então podemos esperar muito suspense e mistério ao redor de Time After Time.

Os Defensores (Netflix)

Após a chegada de Punho de Ferro em 2017, o quarteto de super-heróis estará formado para se reunir na minissérie Os Defensores naquele mesmo ano. Ao longo de oito capítulos, a série limitada contará com o Demolidor, Jessica Jones, Luke Cage e Punho de Ferro como protagonistas à medida que eles lutarão contra o crime em NY.  

Big Little Lies (HBO)

Esta comédia dramática da HBO sobre três mães conta com um elenco de dar inveja a qualquer concorrente. Estamos falando de Nicole Kidman, Reese Witherspoon, Alexander Skarsgard, Adam Scott, Laura Dern, Zoe Kravitz, Shailene Woodley e por aí vai! Enquanto que os atores envolvidos no projeto é o que mais chama a atenção de primeira, quem já leu o livro de Liane Moriarty, em que a série se baseia, envolve-se profundamente com a história poderosa de Big Little Lies.

The Duece (HBO)

Com David Simon, vencedor de dois Emmy e roteirista da aclamada The Wire, e Michelle MacLaren como produtora executiva e diretora (ela já dirigiu episódios para apenas quatro das séries mais aclamadas dos últimos anos, Westworld, The Walking Dead, Game of Thrones e Breaking Bad), The Duece acabou atraindo uma grande expectativa em torno de si. A série da HBO tem ainda James Franco na pele dos irmãos gêmeos protagonistas e Maggie  Gyllenhaal no elenco principal. Bem animador, ein? A trama é ambientada em NY nos anos 70, quando a prostituição e o crime rolavam soltos e a indústria pornográfica começou a crescer na cidade. Com roteiros, equipe de produção e elenco incríveis, não tenho dúvidas de que The Duece será um dos maiores hits de 2017.