X

Pesquisa alega que fazer maratonas de série eleva risco de morte

Faculdade de Osaka premedita falecimento prematuro para os maratonistas

Por Carla Braga - 04 Jan 2017 às 11:19h

Uma pesquisa, realizada na  Universidade de Osaka, no Japão, apresentou um estudo, que aponta os riscos de fazer maratonas de série, mais conhecidas como o ato de fazer binge watching. De acordo com os pesquisadores, assistir a seriaodos por um longo período de tempo se compara a uma viagem de avião, o que exige alongamentos, pelo menos, a cada hora passada sentado.

O estudo vai além e menciona riscos de morte através de embolia pulmonar, alegando que uma pessoa que passa até cinco horas por dia em frente à TV tem o dobro de chances de morrer da doença do que uma pessoa que assiste a apenas duas horas e meia diárias.

A pesquisa japonesa não é, no entanto, a primeira a indicar morte prematura para quem passa boa parte da vida em frente a uma tela. Um trabalho publicado no Journal of the American Heart Association indica que passar mais de três horas vendo televisão agrava a chance de falecer por doenças cardiovasculares e câncer, sugerindo também alguns alongamentos e intervalos frequentes durante a maratona.