X

Presidente da Marvel comenta vilões fracos dos filmes do estúdio

Kevin Fiege admitiu falha nas produções, mas revelou motivos para isso acontecer

Por Carla Braga - 09 Fev 2017 às 11:54h

Dentro do Universo Cinematográfico da Marvel, uma crítica negativa tornou-se uma constante: a falha caracterização dos vilões dos filmes. Eles podem ser populares, como Loki e Ultron, mas seus visuais e backgrounds costumam ser mal trabalhados, logo, caricaturados – deixando claro que não são a prioridade dos realizadores. Agora, Kevin Fiege – presidente da Marvel Studios – abordou francamente o assunto com o ComicBook e deixou claro que nunca teve intenções de focar seus longas nos antagonistas.

"Tudo sempre começa com o que serve mais à história e o que serve mais aos heróis", explicou Feige. "Uma grande crítica feita a nós é que nós focamos mais nos heróis do que nos vilões, e eu penso que isso provavelmente é verdade".

Feige continuou e explicou que cada vilão foi utilizado para servir um herói da Marvel: “Sim, focamos nos heróis. Nós não nos importamos. Nós gostamos disso. Por favor, não comecem uma guerra hostil. Ninguém quer isso”.

No entanto, Feige também deixou claro que isso nem sempre será o caso: "Mas eu não acho que isso será sempre verdade. Alguns de vocês falaram com Chris [Evans] e Steve [Ditko, quadrinista] em uma coletiva de Capitão América: Guerra Civil. Eles falaram, em termos apropriadamente enviesados, sobre Thanos. Thanos, como vocês sabem, está em Vingadores: Guerra Infinita, um filme que tem um monte de personagens, mas posso ir longe e dizer que ele é o personagem principal, o que é a direção oposta do que fizemos antes, mas isso era apropriado para um filme chamado Guerra Infinita".

O que você precisa saber: Vingadores: Guerra Infinita chegará em 4 de maio de 2018.