X

9 personagens da DC que podem ir para o cinema com censura alta

Warner se mostrou disposta a entrar na onda dos filmes violentos

Por Rafael Sanzio - 10 Mar 2017 às 11:51h

Em 2009 a Warner havia declaro que não queria saber de filmes de super-heróis para maiores e recentemente refilmou várias cenas de Esquadrão Suicida para tirar a seriedade que estava inexistente no trailer. Porém, após a repercussão de Deadpool, Logan e uma pesquisa feita pelo Fandango, que mostrou que o público quer mais filmes do gênero para adultos, eles mudarem de ideia. Até então as adaptações mais recentes dos personagens da DC pegaram censura 13 anos e apenas a edição definitiva de Batman vs Superman – A Origem da Justiça ficou com censura 18 anos. Mas o estúdio se mostrou 100% aberto para um filme de super-heróis para maiores, mas com o personagem certo. E qual seria esse personagem? Nada tema, o Fique Ligado reuniu os melhores indicados para essa safra sangrenta da DC Filmes.

Lobo

Porque: Vamos começar pela escolha mais óbvia e que se encaixa perfeitamente no pedido de uma censura para maiores, contendo violência, sexo e afins – não que uma censura para maiores precisa ter todos esses elementos, mas o alienígena Lobo já entrega todos eles. O personagem é um assassino, caçador de recompensas, praticamente imortal, que já saiu no braço com vários heróis da DC Comics. Em termos de filme ele não só entregaria um clima Deadpool misturado com Wolverine – sem quebra da quarta parede – como também traria o universo galáctico da DC para os cinemas. Lanterna Verde? Que filme foi esse?

Trama: Lobo é um anti-herói e provavelmente o filme focaria no seu início de carreira, como o caçador de recompensas relatando sua história para alguém em um bar intergaláctico – provavelmente após matar todo mundo e na verdade estar conversando com a cabeça de alguém. O final poderia envolver um vilão contratando seus serviços e mostrando os dados da Liga da Justiça.

Batman

Porque: O Batman possui várias histórias com temática adulta e graças aos seus inúmeros inimigos várias vítimas podem ser mostradas de formas aterrorizantes. Nos cinemas já tivemos o Batman gótico, o Batman palhaço, o Batman realista, falta o Batman envolvido em uma trama cruel e até mesmo amedrontadora.

Trama: Entre os vários arcos que poderiam ser adaptados temos o clássico de Alan Moore, A Piada Mortal. O grotesco das atitudes do Coringa, aliado ao conflito do Batman contra seu arqui-inimigo poderiam culminar no verdadeiro final escrito por Moore, com Batman sufocando o Coringa. Outra ótima trama com tema adulto poderia ser aquela com uma plot twist, com o Batman na verdade estando louco desde o assassinato dos pais e os vilões que ele enfrenta são seus médicos – Coringa como um médico sempre sorridente, Duas Caras como um psicólogo que parece ser seu amigo, mas não é. O estúdio até não poderia embarcar por completo na trama, e fazendo um final que a verdadeira reviravolta era que os vilões queriam que o herói pensasse que estava louco.

Arqueiro Verde

Porque: O personagem também precisa de uma adaptação para os cinemas, já que a ideia não é utilizar o universo das séries da Warner. O clima urbano e o fato do vigilante usar flechas contra seus inimigos – ou seja, nada tão gentil de se capturar – daria brecha para a censura alta. Além disso, o personagem é mulherengo, portanto, o clima sensual estaria mais propício de acontecer na trama.

Trama: Por falar na trama, ela poderia focar em seu tempo na ilha e nas aventuras que teve por lá para moldar quem ele se tornou, ou apenas fazer parte da história de origem e focar na sua transformação em vigilante na volta para a sua cidade. Contudo, aproveitando-se da censura para maiores, eles poderiam aproveitar o arco Green Arrow: The Longbow Hunters e explorar a Canário Negro e o sofrimento que passou nas mãos de traficantes e como isso definiu as concepções sobre o trabalho que esses heróis se arriscam tanto para fazer – e com a censura alta as consequências que envolvem isso, muito mais que apenas a morte, poderiam ser melhor discutidas.

Rorschach

Porque: Por ser um dos melhores personagens de Watchmen e, para o estúdio, um motivo para revisitar o universo que foi tão bem adaptado por Zack Snyder – apesar de que, de minha parte, não ter gostado da ideia da própria DC Comics em criar prelúdios da história de Alan Moore.

Trama: Como mencionado acima, seria uma oportunidade para adaptar os prelúdios dos personagens – ou o início de carreira ou no começo da criação do grupo Watchmen. A dificuldade seria se quisessem trazer os mesmos atores, mas por se tratar de um prelúdio, a ideia mais plausível seria ter novos rostos nos papéis. Porém a trama seria focada no vigilante Rorschach, possivelmente um pouco depois de “matar” Walter Kovacs depois do caso da menininha e assumir por completo Rorschach. A partir daí teríamos uma história violenta e finalizando com o fim da parceria com o Coruja.

The Authority

Porque: Dessa vez temos um grupo de personagens criado por Warren Ellis e Bryan Hitch, que até onde eu sei não fazem parte do mesmo universo dos super-heróis da DC Comics, mas ainda sim são super-heróis e da DC Comics. Criar um filme à parte da Liga da Justiça e sem precisar manchar demais o grupo com temáticas sombrias e muita violência seria um bom teste para a Warner sobre o desejo do público para filmes com censura 18 anos.

Trama: A equipe de super-heróis possui vários personagens com problemas e geralmente possuem um modo de ação para resolver as missões, meio, violento. Principalmente através do personagem Meia-Noite, casado com o personagem Apollo e que pode render boas discussões sobre variados temas, violência, sexo, política etc.

Constantine

Porque: Como a série não deu certo e há uma possibilidade de retorno do personagem em uma possível continuação com Keanu Reeves, o filme poderia vir nessa censura alta no pacote. Contudo, a ideia aqui seria adaptar o Constantine dos quadrinhos que já está inserido no universo dos super-heróis e poderia ser uma oportunidade de termos um novo ator no papel e que já esteja preparado para uma franquia.

Trama: Constantine possui várias histórias macabras, com temática adulta, que poderia ser explorada. Seu início de carreira pode ser uma aposta para introduzir um novo ator no papel. Quanto a violência, além da violência perpetrada pelos vilões, o visual dos demônios, em uma censura alta, liberaria várias coisas grotescas e cenas macabras. Além disso, sua trama pode abrir espaço para outros personagens da mesma linha, como o Monstro do Pântano.

Monstro do Pântano

Porque: Aquele filme de 1982 não conta. E mais uma vez serviria para apresentar a versão definitiva da DC Comics para os cinemas nessa nova geração de filmes – e possivelmente aparecendo como um derivado de Constantine.

Trama: Um Hulk do pântano. Apesar da vantagem de manter uma consciência menos destrutiva, sua inabilidade de voltar a forma humana e viver como monstro dá escopo para uma temática adulta sobre quem é você realmente. O personagem também se envolve com questões espirituais e até mesmo resgatou almas do inferno na fase de Alan Moore, dando a oportunidade de termos o grotesco na história.

Liga da Justiça Sombria

Porque: Para finalizar as possibilidades da temática sobrenatural da DC Comics e sendo a opção de reunião dos heróis para, aí sim, ter o seu derivado ou a partir dos derivados surgir a equipe formada. E já havia planos da adaptação que envolviam até mesmo Guillermo del Toro, ao menos agora, eles poderão adicionar suas prováveis ideias que aumentariam a censura e até então poderiam estar sendo barrados.

Trama: A equipe possui personagens macabros e desajustados – em sua maioria. E os vilões que eles enfrentam não são feitos para crianças. Cultistas e rituais diabólicos são elementos comuns da trama e morte com questionamentos morais seriam uma constante. Mais uma vez a violência seria gerada pelos vilões do que pelos membros da Liga.

Coringa

Porque: Uma ideia um tanto quanto perturbadora, mas pela fama do personagem poderia dar certo, de alguma maneira. O grande problema é a romanceada que deram nele em Esquadrão Suicida. Como consertar isso? Fazendo um filme para adultos focado nele e em sua chance de se redimir como o psicopata que conhecemos.

Trama: Coringa é um dos vilões mais violentos da DC Comics e suas mortes, às vezes, podem ser bem criativas. Um dos vários arcos do personagem nos quadrinhos poderia ser adaptado para o cinema, contudo, seguindo o ponto de vista dele. Essa é uma opção arriscada, porque geralmente os produtores tentariam humaniza-lo para que o público se identifique com o protagonista... “pior”, poderíamos enfim ter a história de origem do vilão contada. Eu prefiro manter o mistério sobre o seu passado, mas quem sabe, pode dar certo.