X

Os 12 melhores filmes de ação protagonizados por mulheres badass

Scarlett Johansson e Ghost in the Shell possuem precursoras importantes!

Por Carla Braga - 28 Mar 2017 às 11:59h

A chegada de A Vigilante do Amanhã: Ghost in the Shell, filme estrelado por Scarlett Johansson inspirado nos mangás e anime de mesmo nome, aos cinemas nacionais nesta quinta (30) nos inspirou a criar uma lista com outros exemplos de produções protagonizadas por atrizes e personagens badass, que não deixam nada a desejar em relação aos seus colegas masculinos e provam que podem e devem sim ganhar o mesmo espaço (e salário) do que eles em produções desse gênero! Vamos lá?

1. Uma Thurman em Kill Bill

Ambos os filmes de Kill Bill são homenagens a gêneros antigos do cinema, mas também produções modernas fantásticas de ação estreladas por uma protagonista forte, vivida de forma marcante por Uma Thurman, à procura de vingança. A premissa é simples, mas a pegada e estilo de Tarantino e suas inúmeras influências são complexas e muito bem trabalhadas ao longo da franquia. As cenas de ação, inclusive, são especificamente excelentes nos dois longas, atingindo um equilíbrio entre os estilos de ação do passado, as pegadas modernas e o estilo nonsense do seu criador – tríade que cativou as audiências do século 21 e criou uma experiência de dois filmes memorável para a história do cinema.

2. Sigourney Weaver em Alien 

Enquanto o filme original de Alien, lançado por Ridley Scott em 1979, é o melhor de todos da franquia (até agora) e um clássico da ficção científica com sua batida lenta e arrastada, ele mostra uma Sigourney Weaver, na pele da protagonista Ellen Ripley, mais retraída – perante uma tripulação que se nega a ouvir a sua voz, a da razão. Já na continuação Aliens, O Resgate, dirigida por James Cameron em 1986, a personagem ganha mais vida e força e se torna em uma trama de ação, mais uma vez, o coração da história. É ela, novamente, quem entende de verdade o perigo que está a sua frente e a grande responsável por nos deixar investidos na trama até o final. Isso tudo ainda na década de 70 e 80!

3. Milla Jovovich em Resident Evil

Resident Evil não é apenas apontada como uma bem-sucedida franquia de ação estrelada por uma protagonista feminina, mas como a série de filmes baseada em um de vídeo game mais lucrativa da história do cinema, com US$ 1.228 bilhão arrecados mundo à fora! Isso tudo enquanto os seus seis filmes recebem críticas negativas em uma maioria esmagadora. De qualquer forma, o sucesso e fandom dos filmes estrelados por Milla Jovovich são inegáveis e garantiram o seu devido lugar nesta lista. Afinal, é super raro que uma franquia apenas cresça após a sua primeira continuação, o que é um baita de um tapa na cara dos produtores de Hollywood, que acreditam que mulheres não são capazes de sustentar uma franquia lucrativa!

4. Daisy Ridley em Star Wars: O Despertar da Força

Star Wars: O Despertar da Força não trouxe apenas Star Wars de volta aos cinemas de forma épica, mas uma protagonista feminina absoluta para a franquia! Rey, vivida pela fantástica Daisy Ridley, é um caso raro de protagonista feminina bem construída por mãos masculinas – já que o roteiro do longa foi escrito por Lawrence Kasdan, J.J. Abrams e Michael Arndt. Ela é o típico herói – nobre, justa, de bom coração, carismática, forte e destemida – de filmes de ação, mas é também uma mulher e, acima de tudo, um grande exemplo de representação para o público jovem (masculino e feminino) atual. Isso tudo sem enlaçá-la, de forma desnecessária, em um arco amoroso durante o longa – ufa! Ao lado de Leia, Rey se encaixa perfeitamente como uma ideal guerreira contra o lado negro da força.

5. Melissa McCarthy em A Espiã Que Sabia de Menos

Nesta comédia de ação estrelada por Melissa McCarthy, a comediante norte-americana prova que, para ser um herói em uma ação, você não precisa, necessariamente, ser sério – assim como Will Smith e Jackie Chan também já demonstraram no passado. Mas, além disso, a trama ainda cria um paralelo interessante com a realidade ao mostrar uma personagem subestimada e colocada em uma caixa revelando que pode ser muito mais quando, finalmente, consegue a oportunidade para isso. É impossível não torcer pelo sucesso da atrapalhada personagem, que passa por maus bocados hilários ao longo da história, e não se inspirar a trabalhar duro e abrir mais a boca para demandar o que se quer!

6. Jennifer Lawrence em Jogos Vorazes

Uma lista sobre protagonistas badass não poderia deixar de incluir uma das franquias de ação mais bem-sucedidas da última década estreladas por uma mulher! Aliás, de todos os tempos e independentemente do gênero do seu protagonista, já que Jogos Vorazes é a 15ª franquia cinematográfica mais lucrativa de todos os tempos, somando US$ 2.9 bilhões mundo à fora. Nos quatro filmes, Jennifer Lawrence encarna Katniss Everdeen, uma jovem inteligente, forte, habilidosa e independente, que se sacrifica no começo da saga para salvar a vida da irmã e consegue se manter viva de formas geralmente inventivas. Outro caso de representatividade forte, já que as novas gerações possuem uma popular trilogia literária e um quarteto de filmes modernos estrelados por uma personagem e atriz fortes.

7. Michelle Yeoh em O Tigre e o Dragão

No começo dos anos 2000, os efeitos especiais ainda estavam se moldando para se tornarem sutis e de bom gosto como os de hoje em dia. Logo, O Tigre e o Dragão foi um tremendo choque e pegou todos se surpresa com seus efeitos e coreografia lindos e impecáveis – sem falar na sua história e personagens emocionantes. O longa narra a saga de duas exímias guerreiras, cujas vidas se entrelaçam na época da Dinastia Qing. Na pele de Yu Shu Lien, Michelle Yeoh não só vive a alma da história, mas entrega o melhor trabalho da sua carreira ao dar vida a uma mulher forte, que abre mão do amor da sua vida para dedicar sua vida às artes marciais.

8. Saoirse Ronan em Hanna

Protagonizado pela sempre incrível Saoirse Ronan, Hanna é um thriller de ação, com pegadas sombrias de contos de fada, que narra a trama de uma jovem criada na natureza pelo seu pai finlandês, um ex-agente da CIA, que treina a menina para ela se tornar uma perfeita assassina. Isso tudo para mandá-la em uma missão através da Europa. O longa ainda conta com a também sempre maravilhosa Cate Blanchett na pele de uma agente sênior da CIA, que tenta localizar e eliminar a garota e seu pai, e com uma trilha sonora composta pelos The Chemical Brothers.

9. Charlize Theron em Mad Max: Estrada da Fúria

Apesar de não ter sido anunciada como tal, a personagem de Charlize Theron em Mad Max: Estrada da Fúria é a verdadeira heroína em uma história voltada para o empoderamento feminino. Em um mundo pós-apocalíptico dominado pela força masculina, o trabalho da atriz para criar a Imperatriz Furiosa é intrigante e cheio de nuances e revela uma personagem, que se mantém calada até determinado ponto para conseguir uma oportunidade para tentar salvar as esposas do Senhor da Guerra. Inesperadamente, Estrada da Fúria gira em torno do poder das relações femininas e acaba deixando de lado o, supostamente, protagonista de Tom Hardy.

10. Zoe Saldana em Colombiana: Em Busca de Vingança

A ação Colombiana: Em Busca de Vingança coescrita e produzida por Luc Besson coloca Zoe Saldana na pele da protagonista Cataleya Restrepo, testemunha do violento assassinato dos seus pais em Bogotá, Colômbia, que volta dos Estados Unidos após quinze anos como uma assassina profissional empregada para o seu tio, um narcotraficante. À procura de vingança, ela imerge em uma sequência de eventos, que pode fazer com que ela perca tudo o que conquistou! A trama em si é repetitiva, mas coloca uma mulher em um papel tipicamente vivido por homens e, além disso, abre espaço para Saldana encarnar uma personagem badass – assim como vive em Guardiões da Galáxia e Star Trek –, mas na pele da verdadeira protagonista da história.

11. Kate Beckinsale em Anjos da Noite

Esta franquia não possui as melhores críticas e não tem conseguido manter o sucesso e qualidade do seu filme original, lançado em 2003, mas conta com uma das protagonistas badass mais emblemáticas da última década. Na pele da vampira Selene, Kate Beckinsale criou uma caçadora e protagonista forte, destemida e carismática extremamente reconhecível até os dias atuais e que merecia produções melhores para fazer justiça a sua história.

12. Scarlett Johansson em Lucy

Lucy, outra produção de Luc Besson, é uma ação estrelada por Scarlett Johansson, atriz que parece seguir passos semelhantes ao de Zoe Saldana, sempre em busca, nos últimos anos, por papéis ousados e cheios de desafios físicos. Aqui, a norte-americana encarna a personagem-título, uma mulher que, após trabalhar como mula, acaba ingerindo CPH4, a droga que levava no corpo, e se transformando em uma super-heroína com capacidades sensoriais e físicas aumentadas de forma exponencial. A personagem parte então em uma saga para tentar localizar as outras mulas, que levavam a mesma droga no corpo, e acaba passando por experiências inesperadas à medida que vai acessando porcentagens nunca antes exploras por ninguém do cérebro humano.