X

Futuro de Fragmentado e suas conexões com o universo de Shyamalan

Twist nos momentos finais do filme abre margem para várias especulações

Por Carla Braga - 28 Mar 2017 às 16:23h

**ATENÇÃO A MATÉRIA CONTÉM SPOILERS DO FILME FRAGMENTADO**

 

Após uma década catastrófica focada na Dama da Água, no Fim dos Tempos e no Último Mestre do Ar, o trem, que é a carreira de M. Night Shyamalan, voltou aos trilhos com o seu primeiro hit genuíno em anos: Fragmentado. O thriller, protagonizado de forma impactante por James McAvoy, recebeu críticas positivas em maioria, incluindo a nossa, e foi um sucesso milionário, arrecadando US$ 265 milhões mundo à fora e ultrapassando e muito o seu orçamento modesto de US$ 9 milhões.

Mas, acima de tudo, você deve PARAR de ler esta matéria caso ainda não tenha visto o filme para não pegar SPOILERS, Fragmentado revelou ser nos seus últimos segundos (rufem os tambores) uma continuação camuflada de Corpo Fechado – longa da fase inicial (e boa) do diretor e roteirista, estrelado por Bruce Willis e Samuel L. Jackson –, de 2000. Neste filme, Willis vive David Dunn, um calado segurança que descobre possuir poderes sobrenaturais psíquicos e de força graças a um empurrãozinho nada ético do personagem de Jackson. Dunn é resistente a acidentes de carro e trem, por exemplo, e consegue sentir quando alguém acabou de cometer um crime ou pretende cometer um em breve.

Mas o que isso tudo tem a ver com Fragmentado?

Aparentemente nada, mas possivelmente tudo porque Willis surge nos últimos segundos de Fragmentados quando uma mulher em um restaurante confere o noticiário, que relata a fuga da personagem de Anya Taylor-Joy das mãos dos personagens de McAvoy, que segue foragido e recebe o nome de Horda, devido as suas múltiplas personalidades. A desconhecida fala “Aquele cara, que foi prezo uns 15 anos trás, também recebeu um nome engraçado”, ao que Willis, na pele de Dunn, é revelado pela câmera para responder “Sr. Glass” – nome que o personagem de Jackson recebe em Corpo Fechado.

Com isso, fica claro que Fragmentado está situado no mesmo universo de Corpo Fechado, além de ser uma continuação disfarçada, marcando o início de um Shyamalanverso, como o próprio cineasta tem taxado, e sugerindo que os dois, associados a uma continuação comum, formarão uma trilogia cinematográfica. “O universo Shyamalanverso começou com Corpo Fechado... Ele começou ali, depois teremos que ver. Eu tenho um esboço”, falou o diretor sobre um novo filme após Fragmentado.

Inclusive, apesar da conexão ter sido uma surpresa, o próprio Shyamalan já falou sobre desejar fazer uma sequência para Corpo Fechado no passado. “Pessoas me abordaram sobre continuar a história, mas a ideia de fazer uma sequência tradicional não me inspira. Teria que ser orgânica e teria que partir do lugar certo – caso contrário, iria cheirar artificialmente. Mas é fascinante como tanto [do filme] permaneceu preso [às pessoas]. Eu realmente penso muito sobre isso”.

Seria Fragmentado a tão desejada continuação orgânica de Corpo Fechado?

Tudo indica que sim! Na maior parte do tempo, Fragmentado está interessado em retratar as várias personalidades do protagonista e em criar expectativa em relação à chegada da 24ª – uma criatura que consegue mudar quimicamente o seu corpo para se tornar bestial. Mas as mudanças e resistências que a Besta apresenta podem ganhar uma outra conotação, de se tranformar em um antagonista para super-herói de Willis, algo que ganha força com a revelação de que o filme está situado no mesmo universo de Corpo Fechado. Por que só David Dunn teria poderes sobrenaturais, não é mesmo?

Quanto às sugestões presentes em Fragmentado de que sua história seja uma continuação de Corpo Fechado, elas existem, mas são bem sutis. Comecemos pelos títulos originais das duas produções. Split e Unbreakable são estados exatamente opostos – quebrado e inquebrável – e teriam feito perfeito sentido para os fãs se a sequência tivesse sido anunciada como tal. Os cartazes oficiais das duas produções também se conectam, revelando os protagonistas sob o reflexo de vidros rachados e, se você os colocar um ao lado do outro (como logo abaixo), verá que as rachaduras no vídro se alinham. 

Na trama, é ratificado várias vezes que Kevin é especial porque é quebrado (broken em inglês) e, no final da trama, é o fato de estar “quebrado” que o dá a habilidade de se transformar na Besta. Um vilão que obtém o seu poder do fato de estar quebrado parece ser uma oposição sagaz e coerente para um herói, cuja habilidade especial é ser inquebrável. Também existe a possibilidade do Sr. Glass, personagem de Jackson em Corpo Fechado, e Kevin formarem um contraponto um ao outro, já que aquele é um homem com uma mente brilhante em um corpo deteriorado fisicamente e este ser um homem com uma mente corrompida (pelas personalidades) em um corpo evoluído fisicamente. Juntos eles poderiam formar uma dupla perigosa para o personagem de Willis na sequência, que está por vir.

Além disso tudo, também é possível formar alguns paralelos entre Kevin e David Dunn. David descobre ser inquebrável após ser o único sobrevivente de um acidente horrível de trem, enquanto Kevin se transforma na Besta dentro de um trem, cenário de um trauma de infância seu. O momento de origem de David foi dentro de um trem em movimento, enquanto que o de Kevin foi em um parado, mas a conexão está clara: ambos desenvolvem suas identidades superando traumas (um mental e outro físico, o que faz sentido para os personagens).

Conclusão

E aí, o que você acha disso tudo? Shyamalan já deixou claro que uma continuação comum para ambas as produções está por vir. Agora resta esperarmos para saber como ela será e se ela ratificará todas as conexões que fizemos aqui. Aliás, caso tenha faltado alguma interligação entre os longas, sinta-se livre para elencá-las abaixo nos comentários!